Campeonato Paulista - Acessos e Descensos

(desde 1948, quando a Lei do Acesso foi introduzida)

Ano	Rebaixados				Promovidos
1948	-					EC XV de Novembro (Piracicaba)
1949	Comercial FC (São Paulo)		Guarani FC (Campinas)
1950	- [*]					Radium FC (Mococa)
                                                AA Ponte Preta (Campinas) [**]
                                                Comercial FC (São Paulo) [**]
[*] O Jabaquara AC seria rebaixado mas conseguiu permanecer na Primeira Divisão sob a alegação
de que o regulamento da FPF permitia aos clubes fundadores da federação nunca serem rebaixados.
[**] Clubes convidados pela FPF a integrar a Primeira Divisão de 1951.
1951	- [*]					EC XV de Novembro de Jaú (Jaú)
[*] O Jabaquara AC perdeu o play-off de acesso/descenso contra o XV de Jaú e deveria ser
rebaixado para a Segunda Divisão. Posteriormente, no entanto, a FPF autorizou a permanência
do Jabaquara na Primeira Divisão.
1952	Jabaquara AC (Santos)			CA Linense (Lins)
	Radium FC (Mococa)
1953	AA Portuguesa (Santos)			EC Noroeste (Bauru)
	Nacional AC (São Paulo)
1954	CA Juventus (São Paulo)			EC Taubaté (Taubaté)
	CA Ypiranga (São Paulo)			Jabaquara AC (Santos) [*]
[*] O Jabaquara não conseguiu o acesso dentro de campo mas foi posteriormente convidado pela
FPF a integrar a Primeira Divisão de 1955.
1955	- [*]					A Ferroviária E (Araraquara)
						Nacional AC (São Paulo) [**]
						AA Portuguesa (Santos) [**]
						CA Juventus (São Paulo) [**]
[*] O Jabaquara AC seria rebaixado mas conseguiu permanecer na Primeira Divisão sob a alegação
de que o regulamento da FPF permitia aos clubes fundadores da federação nunca serem rebaixados.
[**]  Clubes convidados pela FPF a integrar a Primeira Divisão de 1956.
1956	-					Botafogo FC (Ribeirão Preto)
						CA Ypiranga (São Paulo) [*]
[*] O Ypiranga não conseguiu o acesso dentro de campo mas foi posteriormente convidado pela
FPF a integrar a Primeira Divisão de 1957.
1957	CA Linense (Lins)			América FC (São José do Rio Preto)
1958	CA Ypiranga (São Paulo)			Comercial FC (Ribeirão Preto)
1959	EC XV de Novembro de Jaú (Jaú)		EC Corinthians (Presidente Prudente)
	Nacional AC (São Paulo)
	Comercial FC (São Paulo)
1960	América FC (São José do Rio Preto)	A Esportiva Guaratinguetá (Guaratinguetá)
	EC Corinthians (Presidente Prudente)
	AA Ponte Preta (Campinas)
1961	AA Portuguesa (Santos)			A Prudentina E (Presidente Prudente)
1962	EC Taubaté (Taubaté)			EC São Bento (Sorocaba)
1963	Jabaquara AC (Santos)			América FC (São José do Rio Preto)
1964	A Esport. Guaratinguetá (Guaratinguetá)	AA Portuguesa (Santos)
1965	EC XV de Novembro (Piracicaba)		CA Bragantino (Bragança Paulista)
	A Ferroviária E (Araraquara)
1966	EC Noroeste (Bauru)			A Ferroviária E (Araraquara)
	CA Bragantino (São Paulo)
1967	A Prudentina E (Presidente Prudente)	EC XV de Novembro (Piracicaba)
1968	Comercial FC (Ribeirão Preto)		Paulista FC (Jundiaí)
1969	-					AA Ponte Preta (Campinas)
						Comercial FC (Ribeirão Preto)
1970	-					EC Noroeste (Bauru)
1971	-					Marília AC (Marília)
1972	-					-
1973	-					Rio Preto EC (São José do Rio Preto) [*]
	-					Nacional AC (São Paulo) [*]
	-					Saad EC (São Caetano do Sul) [*]
[*]  Clubes convidados pela FPF a integrar a Primeira Divisão de 1974.
1974	Nacional AC (São Paulo) [*]             -
	Rio Preto EC (São José do Rio Preto) [*]
[*] Nacional e Rio Preto foram eliminados na fase preliminar do campeonato e, como estavam
na Primeira Divisão como convidados da FPF, voltaram para a Segunda Divisão já em 1974.
O Saad, por sua vez, como conseguiu a classificação para a fase principal da Primeira Divisão,
foi convidado a permanecer na elite no campeonato de 1975.
1975	Saad EC (São Caetano do Sul) [*]        -
[*] Após o final do campeonato, a FPF revogou o convite ao Saad e o clube voltou à Segunda
Divisão em 1976.
1976	-					EC XV de Novembro de Jaú (Jaú)
1977	-					AA Francana (Franca)
1978	Paulista FC (Jundiaí)			AA Internacional (Limeira)
	AA Portuguesa (Santos)			AE Velo Clube R (Rio Claro)
1979	AE Velo Clube R (Rio Claro)		EC Taubaté (Taubaté)
1980	EC XV de Novembro (Piracicaba)		São José EC (São José dos Campos)
1981	EC Noroeste (Bauru)			EC Santo André (Santo André)
1982	AA Francana (Franca)			CA Taquaritinga (Taquaritinga)
1983	São José EC (São José dos Campos)	EC XV de Novembro (Piracicaba)
1984	CA Taquaritinga (Taquaritinga)		EC Noroeste (Bauru)
	EC Taubaté (Taubaté)			Paulista FC (Jundiaí)
1985	EC Noroeste (Bauru)			Mogi Mirim EC (Mogi Mirim)
	Marília AC (Marília)			EC Novorizontino (Novo Horizonte)
1986	Comercial FC (Ribeirão Preto)		Bandeirante EC (Birigüi)
	Paulista FC (Jundiaí)			EC Noroeste (Bauru)
1987	Bandeirante EC (Birigüi) [*]		São José EC (São José dos Campos)
	AA Ponte Preta (Campinas) [*]		União São João EC (Araras)
[*] Bandeirante e Ponte Preta conseguiram na justiça esportiva o direito de continuar na
Primeira Divisão em 1988. Após vencerem vários jogos por W.O. (em razão do protesto das demais
equipes - apenas o Corinthians não aderiu ao boicote), esse direito foi revogado e, como o
campeonato da Segunda Divisão de 1988 já estava em andamento, Ponte Preta e Bandeirante somente
retornaram a campo na Segunda Divisão de 1989.
1988	-					CA Bragantino (Bragança Paulista)
						GE Catanduvense (Catanduva)
1989	-					Ferroviário A Ituano (Itu) [*]
						AA Ponte Preta (Campinas)	
[*] atual Ituano FC.
Em 1990, a FPF passou a organizar o Campeonato Paulista com os clubes divididos em dois grupos:
 - O grupo 1, formado pelos times mais fortes: São Paulo, São José, Corinthians, Bragantino,
Palmeiras, Portuguesa, Guarani, Santos, Internacional de Limeira, Mogi Mirim, União São João
e Novorizontino (os doze primeiros colocados de 1989).
 - O grupo 2, formado pelos times mais fracos: XV de Piracicaba, Noroeste, Santo André,
América, Catanduvense, Ferroviária, Juventus, Botafogo, XV de Jaú e São Bento (que terminaram
do 13º ao 22º lugares em 1989) mais Ituano e Ponte Preta, vindos da Segunda Divisão.
Ao final do campeonato, os piores colocados do Grupo 1 seriam rebaixados para o Grupo 2 do ano
seguinte e os melhores colocados do Grupo 2 seriam promovidos para o Grupo 1 do ano seguinte.
Essa estrutura durou até o campeonato de 1993.
1990	desceram do Grupo 1 para o Grupo 2	subiram do Grupo 2 para o Grupo 1
	São Paulo FC (São Paulo)		EC XV de Novembro (Piracicaba)
	União São João EC (Araras)		EC XV de Novembro de Jaú (Jaú)
	São José EC (São José dos Campos)	A Ferroviária E (Araraquara)
	AA Internacional (Limeira)		Ituano FC (Itu)
						América FC (Sâo José do Rio Preto)
						Botafogo FC (Ribeirão Preto)

	desceram do Grupo 2 para a 2ª Divisão	subiram da Segunda Divisão para o Grupo 2
	-					Olímpia FC (Olímpia)
						GE Sãocarlense (São Carlos)
						Marília AC (Marília)
						Rio Branco EC (Americana)
1991	desceram do Grupo 1 para o Grupo 2	subiram do Grupo 2 para o Grupo 1
	América FC (São José do Rio Preto)	São Paulo FC (São Paulo)
	EC XV de Novembro (Piracicaba)		AA Internacional (Limeira)
	GE Novorizontino (Novo Horizonte)	EC Santo André (Santo André)
	EC XV de Novembro de Jaú (Jaú)		EC Noroeste (Bauru)
	A Ferroviária E (Araraquara)		GE Sãocarlense (São Carlos)
	Mogi Mirim EC (Mogi Mirim)		CA Juventus (São Paulo)

	desceram do Grupo 2 para a 2ª Divisão	subiram da Segunda Divisão para o Grupo 2
	EC São Bento (Sorocaba)			AE Araçatuba (Araçatuba)
1992	desceram do Grupo 1 para o Grupo 2	subiram do Grupo 2 para o Grupo 1
	Botafogo FC (Ribeirão Preto)		Mogi Mirim EC (Mogi Mirim)
	EC Santo André (Santo André)		AA Ponte Preta (Campinas)
	GE Sãocarlense (São Carlos)		Rio Branco EC (Americana)
	AA Internacional (Limeira)		União São João EC (Araras)
						Marília AC (Marília)
						EC XV de Novembro (Piracicaba)

	desceram do Grupo 2 para a 2ª Divisão	subiram da Segunda Divisão para o Grupo 2
	-					CA Taquaritinga (Taquaritinga)
						AD São Caetano (Sâo Caetano do Sul)
1993	desceram do Grupo 1 para o Grupo 2	subiram do Grupo 2 para o Grupo 1
	EC XV de Novembro (Piracicaba)		GE Novorizontino (Novo Horizonte)
	CA Juventus (São Paulo)			A Ferroviária E (Araraquara)
	Marília AC (Marília)			América FC (São José do Rio Preto)
	EC Noroeste (Bauru)			EC Santo André (Santo André)

	desceram do Grupo 2 para a 2ª Divisão	subiram da Segunda Divisão para o Grupo 2
	-					EC Paraguaçuense (Paraguaçu Paulista)
						Comercial FC (Ribeirão Preto)
Em 1994, a FPF reestruturou o Campeonato Paulista. O antigo Grupo 1 passou a ser a nova
Primeira Divisão (Série A-I), o antigo Grupo 2 passou a ser a nova Segunda Divisão (Série
A-II) e a antiga Segunda Divisão passou a ser a nova Terceira Divisão (Série A-III).

1994	Mogi Mirim EC (Mogi-Mirim)		AE Araçatuba (Araçatuba)
	EC Santo André (Santo André)		CA Juventus (São Paulo)
	Ituano FC (Itu)				EC XV de Novembro (Piracicaba)

1995	AA Ponte Preta (Campinas)		Mogi Mirim EC (Mogi-Mirim) [*]
	CA Bragantino (Bragança Paulista)	EC XV de Novembro de Jaú (Jaú)
	EC XV de Novembro (Piracicaba)		Botafogo FC (Ribeirão Preto)

[*] Promovido durante o campeonato: o Mogi Mirim disputou a primeira fase na Segunda Divisão
e a fase final na Primeira Divisão e com isso ganhou sua vaga na Primeira Divisão de 1996.

1996	GE Novorizontino (Novo Horizonte)	AA Internacional (Limeira)
	EC XV de Novembro de Jaú (Jaú)		AA Portuguesa (Santos)
	A Ferroviária E (Araraquara)		EC São José (São José dos Campos)

1997	América FC (São José do Rio Preto)	SE Matonense (Matão)
	Botafogo FC (Ribeirão Preto)		Ituano FC (Itu)

1998	CA Juventus (São Paulo)			União A. Barbarense FC (Santa Bárbara d´Oeste)

1999	Ituano FC (Itu)				América FC (São José do Rio Preto)
	EC São José (São José dos Campos)	AA Ponte Preta (Campinas)

Em 2000, a FPF previu em seu regulamento que, ao final da primeira fase, o último colocado da
Primeira Divisão seria rebaixado (disputando o restante do campeonato na Segunda Divisão) e o
melhor colocado da Segunda Divisão seria promovido (disputando o restante do campeonato na
Primeira Divisão). Ao final do campeonato, também houve promoção do campeão da Segunda para a
Primeira Divisão e rebaixamento do último colocado da Primeira para a Segunda Divisão.

2000	Caiu para a 2ª fase da Segunda Divisão	Subiu para a Segunda Fase da Primeira Divisão
	América FC (São José do Rio Preto)	Botafogo FC (Ribeirão Preto)

	Caiu para a Segunda Divisão de 2001	Subiu para a Primeira Divisão de 2001
	AE Araçatuba (Araçatuba)		AD São Caetano (São Caetano do Sul)

2001	- [*]					Etti Jundiaí (Jundiaí) [**]
						EC Santo André (Santo André)
						CA Juventus (São Paulo) [***]
						Ituano FC (Itu) [***]
						América FC (São José do Rio Preto) [***]

[*] Guarani e Mogi Mirim seriam rebaixados mas em 2002 foi criada a Liga Rio-São Paulo, que
contou com nove clubes paulistas (Corinthians, Etti Jundiaí, Guarani, Palmeiras, Ponte Preta,
Portuguesa, Santos, São Caetano e São Paulo), que não disputaram o campeonato estadual de 2002.
O Guarani teve seu rebaixamento cancelado em razão do convite para participar da Liga Rio-São
Paulo, enquanto o Mogi Mirim foi mantido pela FPF para completar a Primeira Divisão, que ficou
inicialmente reduzida a apenas oito times (Botafogo, Internacional de Limeira, Matonense,
Portuguesa Santista, Rio Branco, Santo André, União Barbarense e União São João).
[**] Ex e atual Paulista FC.
[***] Após a definição dos participantes da Liga Rio-São Paulo, a FPF convidou Juventus, Ituano
e América (terceiro, quarto e quinto colocados da Segunda Divisão), que originalmente não seriam
promovidos, para completar 12 clubes na Primeira Divisão.

2002	SE Matonense (Matão)			Marília AC (Marília)

2003	AA Internacional (Limeira)		Oeste FC (Itápolis)
	Botafogo FC (Ribeirão Preto)		C Atlético Sorocaba (Sorocaba)

2004	CA Juventus (São Paulo)			AA Internacional (Limeira)
	Oeste FC (Itápolis)
2005	União A Barbarense (S. Bárbara d'Oeste)	CA Juventus (São Paulo)
	União São João (Araras)			EC Noroeste (Bauru)
	C Atlético Sorocaba (Sorocaba)		EC São Bento (Sorocaba)
	AA Internacional (Limeira)		CA Bragantino (Bragança Paulista)
2006	Guarani FC (Campinas)                   Grêmio R Barueri (Barueri)
	A Portuguesa D (São Paulo)		Sertãozinho FC (Sertãozinho)
	AA Portuguesa (Santos)			Rio Claro FC (Rio Claro)
        Mogi Mirim EC (Mogi Mirim)              Guaratinguetá EC (Guaratinguetá)
2007    América FC (São José do Rio Preto)      A Portuguesa D (São Paulo)
        EC São Bento (Sorocaba)                 Rio Preto EC (São José do Rio Preto)
        Rio Branco EC (Americana)               Guarani FC (Campinas)
        EC Santo André (Santo André)            Mirassol FC (Mirassol)
2008    CA Juventus (São Paulo)                 EC Santo André (Santo André)
        Rio Preto EC (São José do Rio Preto)    Oeste FC (Itápolis)
        Sertãozinho FC (Sertãozinho)            Mogi Mirim EC (Mogi Mirim)
        Rio Claro FC (Rio Claro)                Botafogo FC (Ribeirão Preto)
2009    Guaratinguetá FC (Guaratinguetá) [*]    A Monte Azul (Monte Azul Paulista)
        Marília AC (Marília)                    Rio Branco EC (Americana)
        Guarani FC (Campinas)                   Rio Claro FC (Rio Claro)
        EC Noroeste (Bauru)                     Sertãozinho FC (Sertãozinho)
2010    Rio Claro FC (Rio Claro)                CA Linense (Lins)
        A Monte Azul (Monte Azul Paulista)      EC Noroeste (Bauru)
        Sertãozinho FC (Sertãozinho)            Guaratinguetá FC (Guaratinguetá) [*]
        Rio Branco EC (Americana)               São Bernardo FCL (São Bernardo do Campo)
[*] No início de 2011, o Guaratinguetá mudou de sede (para a cidade de Americana) e passou a
se chamar Americana FL. 
2011    São Bernardo FCL (S. Bernardo do Campo) EC XV de Novembro (Piracicaba)
        Grêmio Prudente FL (Pres. Prudente) [*] Guarani FC (Campinas)
        EC Noroeste (Bauru)                     Comercial FC (Ribeirão Preto)
        EC Santo André (Santo André)            G Catanduvense F (Catanduva)

[*] Durante o Campeonato Paulista de 2010, o Grêmio R Barueri mudou-se para Presidente Prudente e
    passou a se chamar Grêmio Prudente FL. Após o final do Campeonato Paulista de 2011, o clube
    voltou ã cidade de Barueri e voltou a se chamar Grêmio R Barueri.
2012    A Portuguesa D (São Paulo)              São Bernardo FCL (S. Bernardo do Campo)
        Guaratinguetá FC (Guaratinguetá) [*]    União A. Barbarense (Sta. Bárbara d'Oeste)
        G Catanduvense F (Catanduva)            C Atlético Sorocaba (Sorocaba)
        Comercial FC (Ribeirão Preto)           CA Penapolense (Penápolis)

[*] Após o final da temporada 2011, o clube voltou ã cidade de Guaratinguetá e voltou
a se chamar Guaratinguetá FC.
2013    Mirassol FC (Mirassol)                  A Portuguesa D (São Paulo)
        União A. Barbarense (S.Bárbara d'Oeste) Rio Claro FC (Rio Claro)
        AD São Caetano (São Caetano do Sul)     G Osasco Audax (Osasco)
        Guarani FC (Campinas)                   Comercial FC (Ribeirão Preto)
2014    Comercial FC (Ribeirão Preto)           Capivariano FC (Capivari)
        C Atlético Sorocaba (Sorocaba)          Red Bull FEL (Campinas)
        Oeste FC (Itápolis)                     EC São Bento (Sorocaba)
        Paulista FC (Jundiaí)                   Marília AC (Marília)
2015    CA Penapolense (Penápolis)              A Ferroviária E (Araraquara)
        A Portuguesa D (São Paulo)              Grêmio Novorizontino (Novo Horizonte) [*]
        CA Bragantino (Bragança Paulista)       Oeste FC (Itápolis)
        Marília AC (Marília)                    EC Água Santa (Diadema)

[*] Clube fundado em 2001 e sem qualquer relação direta com o antigo GE Novorizontino.
2016    EC Água Santa (Diadema)                 EC Santo André (Santo André)
        Mogi Mirim EC (Mogi Mirim)              Mirassol FC (Mirassol)
        EC XV de Novembro (Piracicaba)
        Oeste FC (Itápolis)
        Capivariano FC (Capivari)
        Rio Claro FC (Rio Claro)
2017    São Bernardo FC (São Bernardp do Campo) AD São Caetano (São Caetano do Sul)
        G Osasco Audax (Osasco)                 CA Bragantino (Bragança Paulista)

About this document

Prepared and maintained by Marcelo Leme de Arruda for the Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation and RSSSF Brazil

Authors: Marcelo Leme de Arruda (mlarruda@terra.com.br)
Last updated: 21 Dec 2017

(C) Copyright Marcelo Leme de Arruda, RSSSF and RSSSF Brazil 2007/2017
You are free to copy this document in whole or part provided that proper acknowledgement is given to the author. All rights reserved.